Músicas que falam por mim

“Is it getting better, or do you feel the same?
Will it make it easier on you now, you got someone to blame?
You say one love, one life, it’s one need in the night. [ONE - U2]

[clica aqui pra ouvir a música enquanto lê o texto ]chup.gif

[se quiser cantar,  mas não conhece a letra... clica aqui ]

[quer traduzir, mas não consegue? ahhh, clica aqui ^^]

Não sei direito o porquê, mas esta é a música mais tocada no meu player ultimamente. deve ser o ‘balanço’ inconsciente de final de ano… e que ano!

o bono vox definitivamente é o nº1 da minha lista de paixões platônicas.

esta música é tão especial… ele canta de um modo tão cheio de desesperança. ao meu ver, canta do modo que cada pessoa sente quando percebe que não adianta dar murro em ponta de faca…. que por mais que se doe [doação e dor... que engraçado, possuem a mesma raiz], se dedique… a outra pessoa não está preparada para receber o sentimento oferecido. simplesmente não compreende a importância do mesmo. e por não compreender, age com desrespeito, com possessão, com loucura, com mágoa, sadismo… existem tantas formas onde a dor aparece maquiada de amor…

para mim, a frase mais marcante é:

“One love, get to share it
Leaves you baby, you don’t care for it.”

Sim. o amor te abandona…se você não se importa, se não o cultiva. Amar é um exercício de renovação. E de doação.

conversando com um cara muito especial, chegamos à seguinte conclusão: o que nos permite cultivar o amor é o sentimento de ‘cumplicidade’. quando se tem um cumplice, geralmente um crime está sendo cometido. você precisa confiar sua vida e seu destino no cúmplice. e vice-versa.

amar é confiar. não existe escapatória.

ou você confia plenamente ou abre margem para a incerteza e a traição.

ouça esta música como um mantra… absorva sua melodia…sinta a dor na voz do bono… e reflita: nós precisamos carregar um ao outro… mas quais são as opções para deixar o peso menos sacrificante?… e que valha a pena no final?

“One love, one blood, one life, you got to do what you should.
One life with each other: sisters, brothers.
One life, but we’re not the same.
We get to carry each other, carry each other.
One, one.”

About these ads

  1. Sim, é fácil sentir todo o sentimento dessa melodia.
    E de fato, cumplicidade é tudo numa relação.
    ”somos suspeitos de um crime perfeito…” ;)
    Beijão amiga!
    ;***


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s