preciso da opinião de vocês

Minha monografia de conclusão de curso foi o estudo do ciúme e suas consequências desastrosas para um relacionamento a dois. Nela analiso o ciúme, principalmente o feminino sob a otica da Psicologia Evolutiva e da Análise do Comportamento…

Na primeira parte, escrevi sobre a visão histórico-social que temos do feminino… Faço um passeio pelo mito de Adão e Eva – falando sobre Lilith… Faço uma pequena análise da sociedade patriarcal… a forma como a expressão feminina foi silenciada… Aí falo sobre a caça às bruxas durante a inquisição… Depois vou costurando a história, chego no feminismo, na revolução sexual, termino a primeira parte analisando as relações de amor / ódio / posse modernas…

Na segunda parte volto láaaa pro começo dos tempos e analiso tudo de novo, mas com a visão da Psicologia Evolutiva… a forma como o ciúme serve para manter as relações amorosas / sexuais… Pq ele é compreendido como demonstração de amor, de cuidado, de afeto… E de que forma um sentimento que serve para unir um casal acaba por – invariavelmente – adoecê-lo…

Aí entro na terceira parte, onde falo sobre Psicologia Comportamental, analisando o comportamento propriamente dito… Enquanto escrevia esse capítulo, entrevistei varias mulheres… fiz grupo com ciumentas, cada história oO ui… e vi como dá pra cruzar direitinho a Psi Evol. com a Comp. [mas como isso é polêmico, não me aprofundei... e nem tenho interesse em me aprofundar... visto que fica muito teórico e pouco prático]

E, finalmente… Na quarta parte explico como a Psicologia Comportamental [análise do comportamento] é útil na resolução de problemas dentro de uma relação, explico como seria a terapia de casal voltada para a resolução do ciúme… Explico algumas técnicas úteis, faço algumas adaptações…  falo sobre treino assertivo no manejo do ciúmes… ETC ETC….

E concluo, né… PQP… 1 ano inteiro escrevendo/pensando/refletindo sobre isso oO

Lembro que foi o máximo escrever a mono, pq mergulhei fundo no meu jeito de sentir ciúme… quando as amigas liam, sempre diziam: ‘tái, vc PRECISA publicar isso em algum lugar!’ … [ pqp, lembrei de outros works q escrevi... um sobre o filme psicose do Hitchcock e outro sobre preconceito e homossexualidade ... muito bem elogiados pelos profs e que...deixei pra lá por não considerar suficientemente bons... tem tb um, que publiquei aqui no blog... que a prof babou e pediu pra publicar... eita ferro... eu não tenho uma boa auto-estima não oO ]

Bom, voltando: tanto a prof. orientadora como  várias colegas me enxeram a paciência, dizendo que devia publicá-la não na versão acadêmica, mas sim no formato de livro…

terminei a mono, entreguei pra professora, me formei e…

NUNCA MAIS CONSEGUI tocar na dita cuja. Ela tá ali guardada na estante, embaixo de uma dezena de livros…

só que…

só que… depois do episódio de ontem, percebi que não me ‘curei’ desse monstro shakesperiano… o que me fez lembrar da mono e… despertar a vontade de reescrevê-la… Como meu work tá uma droga e sei que a politicagem vai me impedir de trabalhar até o final do ano… pensei ‘pq não reler, reescrever e reviver essa porcaria desse sentimento vestigial que ainda me tortura?!’

aí a opinião que eu PRECISO: será que devo confiar no meu taco, reescrevê-la no formato ‘livro’, buscar uma editora e ver o que acontece?!

Vocês se interessariam num livro abordando esse assunto gentem?! Hein, hein?! HEEEINNN!?

[sim, eu não confio o suficiente no meu taco e preciso de algumas confirmações!!!]

ah… e é por isso que perfeccionismo em excesso atrapalha a nossa vida. unf. opiniões please! please! please!

About these ads

  1. Eu muito apreciaria um livro sobre este assunto…
    Bem que poderias postar a sinopse pra gente opinar melhor..

  2. Você já tem filho…. já deve ter plantado uma árvore….
    …então vá em frente que falta pouco!

    Que você tem boa fluência na escrita percebe-se com facilidade e se o seus professores acharam legal, então manda ver! Só pensa o seguinte: vai ser um livro técnico ou vai tentar escrever de uma forma mais fácil?
    Eu, pessoalmetne, acho a 2a opção melhor – igual aqueles livros para mulheres que já vi nas livrarias com temas variados desde sapatos, educação de crianças e paranóias sexuais… acho que o tema da sua monografia se encaixaria bem em “psicologia de interesse geral” ao invés de “psicologia acadêmica”.

    Pode começar imaginando as ilustrãções! :)

    C ya

  3. haha, pelo visto tenho q reescrever a mono VOLTADA pros homens!

    hahahaha :D

    Brigada meninos!!!

    -X-

    Ow nego, tu num devia estar na praia, homi?!

    Vá logo, vá!

  4. é impressão minha ou eu ouvi a torcida urrando “Publica! Publica!”???

    com dizia o famigerado Galvão Bueno: Vai que é tua!

  5. Poxa, super! E quando vc vier lançar aqui em Sampa, a gente faz uma puuuta festa!!! Força na peruca e coragem. Afinal, o que vc tem a perder por compartilhar seus conhecimentos?

  6. Lia… sem falar no nosso projeto literário, ne?

    ainda to com os textos q vc me enviou aqui… vai pensando, vai pensando… e vivendo, ne?

    pq melhor do que pensar é vivenciar a nossa proposta pro NOSSO futuro livro…

    e qto a festa… eh lah iah… ow festinha dificir de sair!

  7. Claro que incentivo a publicação!

    Talvez eu não lesse sobre esse tema se fosse alguém escrevendo em termos acadêmicos e tal, mas essa abordagem associando mitologia com comportamento humano muito me interessa e eu sei que o texto não vai ser nada descepcionante.

    Ah, comprar um exemplar autografado não seria nada mal…

  8. ah meu deus… o cara tá correndo atrás de alguma coisa profissa a respeito do assunto e me mandam essa porcaria de egoblog falando sobre alguma idéia jogada num canto de alguma nerd em algum lugar falando sobre ciuminho e blablablá de faculdade…

    Publica, nerdona, toma um prejuzinho legal pra aprender o quanto é duro vender livro no Brasil, e volta ao teu bloguinho sobre o seu umbigo…

    (vendo esse, até o jacaré banguela parece útil)

  9. Thahy, o pior que pode acontecer é vc levar não das editoras, reviver toda aquela agura que sentiu escrevendo da primeira vez, perder noites e noites reescrevendo o texto e adaptando pro modelo literario (assim parece ruim, né?).

    Mas…

    Digamos que vc seja publicada, quantas pessoas, homens e mulheres, podem ler? E desses, quantos podem realmente aprender algo com o que vc escreveu?

    Imagine que esse trabalho todo ajude UMA, e apenas UMA pessoa? não sei pras outras pessoas, mas eu já ficaria satisfeito com isso…

    Vai fundo mulher, se nenhuma editora quiser publicar, vc oferta ele online, sem editora nem nada.

    No minimo vai servir de “aquecimento” pros proximos… ;)

  10. o.O

    nada como uma opinião contrária pra fazer tudo ser certo.

    Ainda me lembro que “Toda unanimidade é burra”.

    GOGOGOGO!

  11. Ricardo… De nãos a vida é feita, né?

    sei que já sei que vou me divertir reescrevendo o tcc… ai ai :D

    e amei a idéia de ser online… afinal… ja tenho o dominio, só falta aprender a droguinha do html …

    ai ai ai , uma coisa de cada vez! :D

  12. Esse novo avatar você tirou de um frame do clipe Do The Evolution, desenhado pelo Todd McFarlane pro Pearl Jam, num é não?
    Bem legal….

  13. *põe imaginação pra funcionar*
    [num futuro não muito distante...]
    – E hoje, no programa do jô, vou conversar com uma psicóloga que escreveu um livro sobre o ciúme: Thahy Valente! *palmas ao fundo*

  14. Thahy

    não só dou a maior força moral como dou força braçal… sim, se quiser eu te ajudo a colocar em forma de livro… sem mexer no conteúdo, claro!
    tipo o conto dos malvados que arrumei e te enviei… então, percebe que sou bom editor?… ok, modéstia não é o meu forte!

    beijos e força
    sempre!

  15. me lembrei de Capote e seu envolvimento no livro ” A sangue Frio”,guria.
    o sequestro das meninas de santo andré e a merda que o cara [enciumado, possessivo] fez , pode fazer seu livro aparecer na lista desses livros mais procurados.

  16. “Todo ciúme é uma disconfiança, e toda desconfiança é um ultraje”
    Eliphas Levi_ O Grande Arcano

    Tava lendo isso ontem. =]

    EMBORA discorde tanto da sua linha como psicóloga quanto do ‘Girl Power’ envolvido na trama (xD), eu te encorajo à publicar. =]

    Tenho certeza que seria um bálsamo na vida de várias pessoas (Principalmente àquelas que tem uma tendência ciumenta doentia_ como eu já tive. =] ).

    E além do que, se o Paulo Coelho publica… x)
    Enfim, publicações medíocres existem aos montes, e creio que não é o caso.
    “Põe o quanto és em tudo que fazes.” xD Ops, num queria fazer ESSE trocadilho. =X

  17. ola !
    Acho que é uma excelente ideia a de tentares publicar, pois é um tema bastante interessante no que toca aos relacionamentos humanos, e que as vezes passa despercebido e não sendo levado a serio. Pois o ciume quando é em exagero…pode destruir uma relação… Porque amar é dar, não é possuir, o amor é livre.

    ;)*
    Nuno ( Leo ) nuno_14@hotmail.com

  18. Começa logo a trabalhar nesse texto. Pra início de cconversa se vc se deu ao trabalho de perguntar se deve fazer é pq sabe que tem que ser feito. Escreva, ninguém o fará por você. Tá esperando o q?


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s