A algum tempo rolava um joguinho, onde você deveria ler/escrever a pág. 23 do livro mais proximo. Eis aqui:

“Pelo mundo todo, das habitações costeiras australianas aos zulus da África do Sul, as mulheres desejam qualidades como ambição, diligencia, inteligencia, confiabilidade, criatividade, personalidade excitante e senso de humor – caracteristicas que são um bom augúrio para o sucesso masculino em adquirir recursos e obter status. Dado o tremendo investimento que as mulheres fazem para produzir um único filho, os noves meses de custosa fertilização e gestação internas, é perfeitamente razoável para as mulheres quererem homens que possam investir em troca. Os filhos de uma mulher sobreviverão e florescerão melhor se ela escolher homens cheio de recursos. Crianças sofrem quando suas mães escolhem “indolentes”. Contrastando com isso, os homens colocam uma bonificação maior em qualidades ligadas à juventude da mulher, sua saúde e sua aparência física – pele bonita e macia, olhos brilhantes, lábios cheios, traços simétricos e uma cintura torneada. Tais preferencias são também perfeitamente sensatas. Descendemos de pais e mães que escolheram parceiros férteis e cheios de recursos. Aqueles que deixaram de escolher sobre essas bases arriscaram-se ao esquecimento reprodutivo (…)Como o Psicólogo Steven Pinker do MIT observa: ‘Murmurar que a aparência, a capacidade de ganhar dinheiro e o QI de seu amante preenchem seus padrões mínimos provavelmente mataria a disposição romântica(…) O caminho para o coração de uma pessoa é declarar o oposto – que você está apaixonado porque não consegue evitar” (Buss, 2001 p. 23)

Adoro essa dupla… David Buss e Steven Pinker… meu deus, se um dia eu chegar ao MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts…eu, sei lá… piripaqueio. O livro em questão é A Paixão Perigosa, base da minha monografia… Buss é psicólogo evolucionista…por isso a visão tão baseada na perpetuação da especie por meios reprodutivos… adaptei minha mono ao behaviories skinneriano…e como acho q tô falando grego para alguns, paro por aqui.

Anúncios