Oi gente, a correria da formatura tá me deixando (mais)louquinha! Mas não vejo a hora de terminar tudo isso e …começar a trabalhar. Dio santo, no ferias!!! Vou postar um texto q li no Somos Todos Um que mexeu bastante comigo…

Um grande amor tem de acontecer primeiro dentro de você!
:: Rosana Braga ::

Vejo muitas e muitas pessoas ávidas por viver um grande amor. Pessoas que desejam, sinceramente, encontrar a sua metade e ter com ela uma relação profunda, verdadeira, íntima e, sobretudo, prazerosa. No entanto, o desejo não basta!

Outro dia, conversando sobre o amor, alguém me disse que o segredo era ser a gente mesmo. Concordo e discordo! Discordo porque existem ainda muitas pessoas que não descobriram quem são e não sabem disso. Até sentem que não estão felizes, que querem mudar de vida, mas não se deram conta, ainda, de que precisam, antes de qualquer coisa, retirar todo o “lixo” que está encobrindo sua verdadeira essência.

Ao longo da vida, vamos acumulando uma série de idéias, conceitos, preconceitos, jeitos e crenças que, na verdade, não são nossos. Ouvimos de nossos pais, de nossos professores, amigos, namorados, entre outros. Não quero dizer que são idéias erradas, mas que apenas não são, necessariamente, as mesmas que as nossas. Somos genuinamente pessoas exclusivas, mas precisamos nos conhecer e nos observar para descobrir esta exclusividade.

Precisamos buscar nossos próprios conceitos, pensamentos e valores, sem nos basear em quem quer que seja, somente em nós mesmos, no âmago de nossa individualidade.
Ou seja, não posso concordar com o fato de que basta sermos nós mesmos se tem tanta gente que não se sabe, que não se conhece, que passa seus dias “copiando” outras pessoas. Mas concordo a partir do momento em que nos comprometemos em desvendar, a cada dia, um pouco mais de nós mesmos. Pois assim, poderemos nos comportar usando nossas melhores ferramentas, nossos dons e, enfim, encantar e atrair pessoas semelhantes à nós!

Quando não somos nós mesmos, quando nos comportamos de acordo com a opinião dos outros, estamos envolvendo e atraindo pessoas que se parecem com os outros e não com a gente. E assim, ser a gente mesmo termina significando “bater na mesma tecla”, obter os mesmos resultados e continuar insatisfeito, infeliz e sem a nossa metade.
Portanto, para viver um grande amor, é preciso que descubramos, em nós mesmos, esse grande amor, exatamente do jeito que o desejamos. Pense nisso. Como é o amor que você quer, detalhadamente? Uma pessoa romântica, carinhosa, gentil, atenciosa, paciente, companheira, sincera, disponível, enfim, como é essa pessoa?

Tudo o que acontece em nossas vidas nada mais é do que o reflexo do que temos dentro da gente. Isso é fato e basta que observemos atentamente. Talvez você não consiga enxergar esta verdade imediatamente, mas se começar uma terapia ou qualquer trabalho que propicie o autoconhecimento, vai passar a entender porque determinadas situações vivem acontecendo com você mesmo que, aparentemente, você não as deseje, você as evite!
Desta forma, tenha a certeza absoluta de que o nosso mundo interno é sábio e maravilhoso, mas que só teremos acesso a essa sabedoria e a todas essas maravilhas se buscarmos esses tesouros, se entrarmos em contato com eles. Caso contrário, tudo permanecerá no fundo de nossa alma, sem nunca ter sido visto, usado ou mostrado. E, nesta mesma proporção, jamais conseguiremos fazer refletir um mundo externo do jeito que gostaríamos.

A partir desses dados, observe se você tem o amor que deseja dentro de você, ou seja, se você saberia dar a alguém exatamente tudo o que gostaria de receber. Seja sincero consigo mesmo, admita seus medos, suas inseguranças e suas falhas. E se a sua resposta ainda não for consciente e positiva, trate de cultivar em você esse amor que tanto deseja e, quando menos esperar, ele surgirá (em carne e osso) na sua vida!

-x-

Eu e um amigo resolvemos iniciar um projeto sobre o amor… na realidade, tentar fazer um livro, ou ‘manual de sobrevivência’ sobre os ‘axiomas do amor’… uma frase dele, que achei o máximo foi “ter um amor, é ter um personal tudo: personal ouvinte, personal psicólogo, personal crítico, personal palhaço…” Bora ver se isso anda pra frente 😉

Anúncios