Texto já postado no blog. Mas vale a pena ler de novo!

Dez passos infalíveis (e bem humorados) para você estressar seu relacionamento
Cyro Masci

Pensando numa amiga que separou-se recentemente, decidi colocar aqui, estas 10 dicas quentíssimas para qq pessoa acabar rapidinho um relacionamento, afinal todo relacionamento tem dificuldades, que podem muito bem se transformar em estresse. Se você acha que seu relacionamento vai mal, siga as regras abaixo e ele vai piorar mais ainda rapidinho. Agora, se o seu relacionamento vai bem, procure seguir as regras abaixo e você conseguirá destruir tudo, mais cedo ou mais tarde…

1. Amar é adivinhar: Vocês se conhecem há algum tempo, certo? Portanto, um tem a obrigação de adivinhar o que o outro sente, pensa, gosta. Se ele(a) não adivinha seu presente preferido, é sinal que não a(o) ama! Evite falar seus gostos, suas fantasias. Os resultados serão muitos mal entendidos, brigas sem fim. Não é o máximo?!

2. Evite sempre dizer o que realmente sente. Vá engolindo tudo o que acontecer. Jamais coloque com firmeza, mas sem agressão, o que espera do outro. Faça cara de coitado(a), desempenhe o papel de abandonado(a), deixe o tédio tomar conta, o amor ir diminuindo, diminuindo…

3. Mas quando estiver com raiva, frustrado(a) irritado(a), evite falar desses sentimentos. Procure agir! Brigue, agrida, machuque. O segredo é nunca falar do como você se sente. Procure falar e destacar como o(a) outro(a) é ruim, chato(a), etc, etc, etc.

4. Seja sempre muito firme. Demonstre toda a sua segurança com expressões como “você sempre …” ou “você nunca… Procure ser genérico, nunca aponte especificamente o que lhe incomoda. Nunca demonstre compreensão. Essa coisa de que toda moeda tem 2 faces e de que duas pessoas podem ter razão ao mesmo tempo é pura lorota. Não dê o braço a torcer, ou sua imagem ficará maculada.

5. Nada de meio termo. Fuja de acordos como o diabo foge da cruz! Não aceite nunca a situação de ambos cederem para os dois ganharem. É pura bobagem! Não perca nunca. Você sabe, primeiro o outro pede a mão, depois o braço… Evite achar pontos em comuns, e force o outro(a) a aceitar seus pontos de vista, custe o que custar.

6. Não dê moleza. Se o outro(a) falar alto, fale mais alto ainda. Quem deve ter jogo de cintura é sempre o(a) outro(a). E os incomodados que se mudem…

7. Evite fazer surpresas carinhosas. Jamais dê um presentinho de surpresa. Nunca diga sem mais essa nem aquela que você o(a) ama. Bilhetinhos então, nem pensar! Busque a rotina e o tédio. Eles são poderosos afrodisíacos…

8. Contato corporal, carinho, é prenúncio de relação sexual. Todo carinho corporal deve ser sinal de sexo! Toda carícia deve ser seguida de sexo! Evite dar ou receber carinho sem que isso signifique que os dois, necessariamente, vão transar mais tarde.

9. Quando tiver que discutir, não se limite a um assunto por vez. Acumule queixas e mágoas do passado e jogue tudo em cima do(a) outro(a) de uma só vez. Se necessário, faça um diário para não correr o risco de perdoar. É bárbaro!

Anúncios