Hoje meu leãozinho completa 3 anos e 3 meses de vida!
O tempo passa muito rápido!

Aff maria, lembro da época que ficava imaginando como seria o som da sua voz, se ele seria muito ativo ou mais paradão, se iria gostar de chocolate e sorvete, se amaria livros e literatura tanto quanto eu.

E hoje me deparo com um meninão grandão, que exclama ‘Puxa Vida!’ quando se chateia (mas já chegou em casa falando palavrão…), que monta quebra-cabeças, castelos e dragões com os bloquinhos lego.

Pede para o pai um cavalo azul/um carro ou um livro. Cria historinhas junto comigo na hora de dormir – tendo como protagonista a Formiga Constantina – a formiga que nunca desiste ;). Tá certo que em algumas histórias ele mata a Consta, mas tudo bem…Ela sempre renasce na história seguinte.

É um apaixonado por carros, adora brincar e fingir que é um ‘carro super rápido’. Já arranha uns golpes de karatê, jiu-jitsu ou tai-chi-chuan (só sei que tem socos, chutes e Iáaassss no meio). Já sabe mergulhar e é um palhacinho. Adooora me dar sustos e correr atrás da Pan e do Téo (canina e gato, respectivamente).

Hoje enquanto ele estava tomando banho, naquele ritual de: ‘você nao me pega manhêee’, partiu pra cima de mim, para me dar um beijo e um abraço todo ensaboado! Sem falar que adora pintar o box do banheiro com espuma…E cai na gargalhada quando finjo que a espuma é algo mortífero para mim…

Dentre milhares de outras pequenas e grandiosas coisinhas que ele faz…
– mas não queiram vê-lo irritado. Aí ele fecha a cara e não quer mais falar com ninguém.

Quando me pegam correndo atrás dele – me fingindo de dragão, monstro ou fada – me perguntam: “Tá doida, Thahy?” Mas me respondam: Como não virar criança e compartilhar de um mundo tão cheio de imaginação?

Anúncios