Lembro…em tempos muito remotos…da primeira vez que minha parcela canibal se manifestou…Estava eu sentanda…com aquele holofote forte na minha direção…e uma mão enluvada mexendo na minha boca… ‘fica com a boca bem aberta’ – ela disse… não pensei duas vezes e: -nhaaaacccc!… garrei no dedo mindinho da dita-cuja que me cutucava. Os gritos de terror e pedidos de ‘larga, largaaa! abre a boca meninaaaa!’ preencheram todo o recinto…

depois daquele dia, mudei de dentista. ow mulher sem jeito com crianças… – sim, não se apavorem… eu tinha uns 5 anos. 😉

Anúncios