É difícil, eu sei…mas para não explodirmos ou implodirmos, é necessário que tomemos pequenos cuidados no nosso ambiente de trabalho. Mas a sugestão básica é sempre a mesma: no trabalho, procure estabelecer relações gratificantes, agradáveis e de cooperação com quantos colegas e empregados for possível.

 Algumas dicas: 

·        Classifique seu trabalho por ordem de importância e administre bem seu tempo; não dê um passo maior do que as pernas.

 

·  Administre por objetivos, para ficar com a iniciativa do máximo de áreas de problema que puder (Albrecht,1977,1978).

·        Estabeleça uma relação bastante eficaz e de apoio com seu chefe. Compreenda os problemas dele e o ajude a compreender os seus. Ensine seu chefe a respeitar suas prioridades e sua carga de trabalho e a manter as incumbências em nível razoável.

·        Negocie prazos realistas para projetos importantes com seu chefe. Esteja pronto para você mesmo propor os prazos em vez de que eles lhe sejam impostos.

·        Estude o futuro. Aprenda o máximo que puder sobre os prováveis acontecimentos futuros e consiga o máximo de antecedência para prevê-los. Administre e planeje ativamente, e não como uma reação aos fatos.

·        Encontre tempo todos os dias para se desligar e relaxar. Feche a porta cinco minutos todas as manhãs e tardes, ponha os pés para cima, relaxe profundamente e tire a cabeça do trabalho. Pense em coisas agradáveis para refrescar a mente.

·        Ande um pouco de vez em quando para manter seu corpo revigorado e alerta. Ache razões para ir a outras partes de seu prédio ou das instalações onde você trabalhe. Cumprimente as pessoas que encontrar no caminho.

·        Estude o barulho no local de seu escritório e descubra maneiras de reduzir o tumulto desnecessário. Ajude seus empregados a baixar o nível de ruído onde quer que seja possível.

·        Saia de seu escritório de vez em quando para mudar de cenário e pensar em outras coisas. Não almoce no escritório nem fique nele muito tempo depois da hora de ir para casa ou de se dedicar a outras atividades.

·        Reduza as minúcias e as coisas de menor importância às quais você  dá atenção. Assine apenas o que realmente exigir seu estudo, sua compreensão e sua aprovação. Delegue a papelada de rotina sempre que possível.

·        Limite as interrupções. Procure programar certos períodos em que possa ser interrompido todos os dias e reserve outros períodos para seus próprios fins. Pegue os recados telefônicos com sua secretária e responda a todos os telefonemas numa determinada hora (exceto, é  claro, nos casos de emergência).

·        Assegure-se de que sabe delegar bem. Faça o levantamento de um dia típico de trabalho e descubra quantas coisas você fez que poderiam ter sido entregues a outra pessoa que de fato deveria ter feito o trabalho.

·        Não adie os problemas incômodos, como orientar o empregado com problemas ou resolver um problema de relações humanas em sua equipe. Aceite o estresse a curto prazo em vez da ansiedade e do desconforto a longo prazo.

·        Faça uma “lista de preocupações” construtivas. Anote os problemas que o preocupam e, ao lado de cada um, anote o que vai fazer com relação a ele. Organize um catalogo completo de preocupações do momento, para que nenhuma delas esteja sempre no limiar de sua consciência. Traga-as à tona, onde você possa enfrenta-las.

 

p.s.: sim, ando meio estressada e com o tempo corrido… eis minha faceta ‘funcionária do mês’ 😉

Anúncios