O centro da cidade parece funcionar como um organismo vivo. Um constante movimento ininterrupto de pessoas, carros, sons e motivos. Os sons tão característicos lembram uma sinfonia de queixas, medos e objetivos. Menos para nossos dois conhecidos naquele banco.

De leve, ele brinca com seus dedos pelo pescoço dela. Ela sorri de modo dissimulado desejando ardentemente seus lábios. O gosto do proibido a atiça, imagina-se demonstrando o que aprendeu nas aulas de dança do ventre enquanto cavalga sobre ele.

Seus dedos dançam a alguns centímetros da área de risco (nossa garota gostava de delimitar seu corpo em diversas zonas: as mais perigosas eram o “playground”, o “one way” e o “no way”). Naquele instante, não mais agüentando o limiar ambos rendem-se a seus instintos, num beijo alucinado que traduz tudo aquilo que não foi dito até então.

Entra a logo do perfume, música de fundo se encerra e o sentimento é traduzido aos nossos consumidores.

Gregório sorri para o chefe ao final da apresentação. Tudo o que deseja é que sua nova campanha seja bem-sucedida. A mensagem é clara: cheiro e sexo. Nada como uma mulher misteriosa e um homem charmoso para vender um produto. “Não pense, nem raciocine: deseje e compre.” – este era seu lema.

– Perfeito, Gregório! Parabéns! Em 30 segundos e sem diálogos, só com insinuações e olhares esta peça ficará perfeita!

– Obrigado, Boss.

– Podemos encerrar a reunião por aqui. Gregório me acompanhe para discutirmos sua promoção. Vejo em você o futuro da nossa agência.

Gregório chega às duas da manhã. Beija seu parceiro e entrega-se à merecida comemoração. “Homens e mulheres…um jogo tão mecânico, afinal”. Pensa antes de chegar ao clímax junto ao homem que ama – ou deseja? “Realmente as regras e a ordem não importam no jogo de relacionamentos.” Este é seu último pensamento sonolento ao adormecer revigorado pelo êxtase e suor.

Anúncios