dia desses, foi pedido ao gu que plantasse feijões no famoso algodão…

ele não acreditou que ali nasceria uma plantinha…

– pequerrucho, olha como o feijão é duro…parece que não tem vida, neah? Ele tem essa partezinha branca bem no meio desse marrom todo… Sabia que aqui é o umbigo do feijão?

– umbigo? igual ao meu?

– umhum, então… quando você coloca o feijão no algodão e coloca água, aos pouquinhos o que existe dentro do feijão e não possui vida vai ficar com muita sede e vai beber essa água aqui.

– ele não tem boca pra beber água, mãe…

– Ai gu, ele bebe pela casca! É só você todo dia colocar um pouquinho de água e colocá-lo no sol… o sol é importante porquê deixa o feijão quentinho… só que vai ficar tão quente lá dentro, que ele vai sair quando não aguentar mais!

– posso colocar o feijão na piscina?

– pode não bebê…senão ele vai se afogar e a plantinha que ele seria não vai nascer…

[dias depois ao telefone]

– mãe, tá saindo uma coisinha verde do feijão!

– eu não te disse… quando a mamãe voltar, te conto o resto da história

[continuando a história]

– tá vendo bebê? como a plantinha é fragil? mas foi ela que conseguiu sair de dentro daquela casca dura do feijão…

– ela é muito forte!

– umhum, sabia que você já foi assim também? pequenininho, frágil… que precisava de muito cuidado da mamãe, do seu papai e dos vovós?

– conta mais sobre o feijão, mãe…

– então… você é responsável por essa plantinha… tem q dar um pouquinho de água todo dia, tem que deixá-la no sol… e não deixar que o téo mexa com ela…

– certo…

– e depois de muito cuidado, ela vai poder ficar grandona e, quem sabe, ter novos feijõezinhos pra você cuidar…

– e ela vai morrer?

– vai sim, bebê… tudo nessa vida nasce, cresce e morre…

– mas eu não quero que ela morra…

– não tem como evitar a morte, bebê… é o ciclo que rege a nossa vida… mas olha só: o cuidado e carinho que você teve com ela vão permanecer sempre com você… aí você poderá cuidar dos outros feijõezinhos e das outras coisas que você quiser muito bem…

[ele só tem quatro anos…

mas é a inspiração da minha vida]