thåhy diz:

qual eh o sentido do mundo

ha metafisica bastante em nao pensar em nada?

Ricardo Goyanna diz:

se a sua alma não for pequena…

thåhy diz:

ain

1.6m

23g

Ricardo Goyanna diz:

a alma é imaterial, sinês…

21g

thåhy diz:

qual seria o volume cubiico da minha’lma

23

[eu quero q seja 23

alma imaterial q saco[

Ricardo Goyanna diz:

pois a sua alma precisa de um regime…

– com sono mas sem saco pra dormir… ¬¬

thåhy diz:

ta hchamando minha’lma de gorda?

Ricardo Goyanna diz:

ela está dois gramas acima das demais almas…

– se bem que vc tem duas almas..

A Criança que Pensa em Fadas

A criança que pensa em fadas e acredita nas fadas

Age como um deus doente, mas como um deus.

Porque embora afirme que existe o que não existe

Sabe como é que as cousas existem, que é existindo,

Sabe que existir existe e não se explica,

Sabe que não há razão nenhuma para nada existir,

Sabe que ser é estar em algum ponto

Só não sabe que o pensamento não é um ponto qualq

Ricardo Goyanna diz:

thåhy diz:

hmm

ta

c pode chamar minha aklma de gorda

Ricardo Goyanna diz:

e num concorde naum…

oras

Ricardo Goyanna diz:

pois me diz de quem eh essa poesia que eu coloquei agora..

sem google

– meu chocolate acabou…

thåhy diz:

cara

me lembrou a cecilia

ma nao tenho certeza

ja li

ow pecado

riquizinhow sem chocolate

tatai sem chocolate

Ricardo Goyanna diz:

cara

não é a cecilia

é um cara

thåhy diz:

nosso almo gemeo?

Ricardo Goyanna diz:

qual?

thåhy diz:

a repetição de palavras cadenciadas q ciriam criam a sonoridade

Ricardo Goyanna diz:

ele tinha varias almas..

thåhy diz:

caeiro…

aim, conta ric

Sabe como é que as cousas existem, que é existindo,

Sabe que existir existe e não se explica,

Sabe que não há razão nenhuma para nada existir,

sonoro

conta é do caeiro mesmo?

Ricardo Goyanna diz:

é, criatura, quem é o mestre do mestre?

Debaixo de minha mesa

tem sempre um cão faminto

que me alimenta a tristeza.

Debaixo de minha cama

tem sempre um fantasma vivo

que perturba quem me ama.

Debaixo de minha pele

alguém me olha esquisito

pensando que eu sou ele.

Debaixo de minha escrita

há sangue em lugar de tinta

e alguém calado que grita.

essa eh dificil…

thåhy diz:

hmmm[

drumondd?

Ricardo Goyanna diz:

não

mas gostei do chute

thåhy diz:

hmm

ha sangue em lugar de tinta

coisas de suicidas em potencial

de qm é?

Ricardo Goyanna diz:

pois é, mais gótico do que o Drummond…

embora a repetição lembre o Drummond…

chuta ao menos mais dois..

pessoa pra desistir facil…

thåhy diz:

hmmm

ain ric

sei nao

bebi vinho

ideias assim zoin zoin

diz

Ricardo Goyanna diz:

eu bebi vááááááááááriiiiiiiaaaaaaaaaasssssssssssssssssssssssss cervejas

naum por isso

so mais um chute, vai…

vc consegue

quero te ver errar

thåhy diz:

tu tem cerveja no sangue

‘qro te ver errar’

como é aquele doido

q era o anjo de alguma coisa

Ricardo Goyanna diz:

tenho sangue na cerveja, eu diria…

Augusto

combina com ele… mas naum eh ele…

thåhy diz:

ow

conta ric

to qse abrindo o ggollgle

Ricardo Goyanna diz:

Affonso Romano de Sant’Anna

quem?

nunca vi mais gordo

e pq eu tenho duas almas?

Ricardo Goyanna diz:

afffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

sua vez, pessoa

ou quer outra?

vc tem a sua alma e a minha… que porcaria de portadora eu escolhi pra minha alma, hein…

aff

thåhy diz:

tão

alta

a

torre

até

seu

tombo

virou

lenda

[porcaria

ta me chamando de porcaria agora]

Ricardo Goyanna diz:

mafêlha

se eu te dou a minha alma..

e vc sequer se lembra que ela eh sua…

fala serio…

é Leminski

?

thåhy diz:

ain

é leminski

é pq a sua alma se incorporou a mminha

entao nao é mais sua alma

e sim minha’lma obesa

mimimi

Ricardo Goyanna diz:

hmmm

queixuda..

minha vez?

ou sua?

e a minha so pesa dois gramas?

thåhy diz:

sua

q questao metafisica

a alma é imaterial ric

Ricardo Goyanna diz:

ja li isso em algum lugar…

thåhy diz:

claro, acabei de escrever

ei

se a tua alma é minha, entao teus pensamentos sao meus?

devo cobrar o aluguel por vc pensar coisas q sao minhas?

[modo comerciante turco ON]

turco!

Ricardo Goyanna diz:

mafêlha, alma eh uma coisa, cérebro eh outra… aff

alma é sentimento, cérebro é razão…

tendeu?

thåhy diz:

hmm

carne q pensa

Ricardo Goyanna diz:

Melhor do que a criatura,

fez o criador a criação.

A criatura é limitada.

O tempo, o espaço,

normas e costumes.

Erros e acertos.

A criação é ilimitada.

Excede o tempo e o meio.

Projeta-se no Cosmos

thåhy diz:

poesia metafisica

ja li tb

drumond?

Ricardo Goyanna diz:

rapa, vc parece essas multinacionais, não se contentam com nada..

naum eh Drummond…

– não colocarei nenhum do Drummond hj..

thåhy diz:

vc chamou minha alma de gorda, qro justificar o peso dela

Ricardo Goyanna diz:

meu coração pesa dois gramas?

thåhy diz:

hmm

qm é metafisico

ttem a clarice, nao é drummond, nao é pessoa…

nao é florbela – florbela era pura emoçao

cora?

Ricardo Goyanna diz:

eh Cora

thåhy diz:

EAH

ON YOUR FACE!

Ricardo Goyanna diz:

valha..

estou com 100% de aproveitamento..

sem nem precisar pensar…

puro instinto…

ON YOUR FACEEEEEEEEEEEE

thåhy diz:

eu levo o seu coração comigo (eu o levo no

meu coração) eu nunca estou sem ele (a qualquer lugar

que eu vá, meu bem, e o que que quer que seja feito

por mim somente é o que você faria, minha querida)

tenho medo

de qm é?

Ricardo Goyanna diz:

pegando pesado, hein…

pegando pesado, hein…

rola dica?

thåhy diz:

nao eh barasileiro

Ricardo Goyanna diz:

é americano?

thåhy diz:

jja dei uma dica

se rebole pra merecer outra

Ricardo Goyanna diz:

estou rebolando… juro…

mesmo…

manda a outra… eh americano?

thåhy diz:

ele nasceu la por 189x …

Ricardo Goyanna diz:

AMERICANO???

thåhy diz:

aqui está o mais profundo segredo que ninguém sabe

(aqui é a raiz da raiz e o botão do botão

e o ceu do ceu de uma [arvore chamada vida, que cresce

mais alto do que a alma possa esperar ou a mente possa esconder)

e isso eh a maravilha que esta mantendo as estrelas distantes

eu levo o seu coraçao ( eu o levo no meu coraç~~ao)

é americano ¬¬

Ricardo Goyanna diz:

sei escrever o nome dele naum, mas sei quem eh…

ganho ao menos mei ponto?

thåhy diz:

escreve da forma q se pronuncia

Ricardo Goyanna diz:

Cumings, Cunings, algo assim…

thåhy diz:

eah

seu coração nao pesa 2 g

minha’lma q pesa 23g

Ricardo Goyanna diz:

nossa junta?

ou so a sua?

thåhy diz:

ain ric

nao existe mais ‘tua’

agora tudo é minha

Ricardo Goyanna diz:

Uma mulher queixava-se do silêncio do amante:

– Já não gostas de mim, pois não encontras palavras para me louvar!

Então ele, apontando-lhe a rosa que lhe morria no seio:

– Não será insensato pedir a esta rosa que fale?

Não vês que ela se dá toda no seu perfume?

thåhy diz:

ain, adelia prado?

Ricardo Goyanna diz:

no

– ain eh ótimo…

thåhy diz:

hmm

qm q fala de relaçoes homem/mulher

se nao é adelia,…

o tio la q escreveu sobre os sapos de 22?

como é o nome

droga nao lembro do nome…

oO

Ricardo Goyanna diz:

sapos de 22? nossa, me passa o nome desse vinho!

thåhy diz:

ja li essa tb

ow ric, a semana de arte moderna de 1922

Ricardo Goyanna diz:

acho bem legal, essa..

thåhy diz:

ai tem aquela q fala dos sapos…sapo alguma coisa…critica aos parnasianos

manuel bandeira!?

Ricardo Goyanna diz:

eu sei

thåhy diz:

sabe e fica me criticando

Ricardo Goyanna diz:

eah

thåhy diz:

mimimi

EAH?!

Ricardo Goyanna diz:

eah

thåhy diz:

ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

agora realmente a frase é totalmente lombratica ‘sapos de 22’

hahaha

Ricardo Goyanna diz:

hmmm… sua vez, ou eu coloco outra, ou vou dormir?

¬¬

thåhy diz:

Este beijo em tua fronte deponho!

Vou partir. E bem pode, quem parte,

francamente aqui vir confessar-te

que bastante razão tinhas, quando

comparaste meus dias a um sonho.

Se a esperança se vai, esvoaçando,

que me importa se é noite ou se é dia…

ente real ou visão fugidia?

De maneira qualquer fugiria.

O que vejo, o que sou e suponho

não é mais do que um sonho num sonho.

Fico em meio ao clamor, que se alteia

de uma praia, que a vaga tortura.

Minha mão grãos de areia segura

com bem força, que é de ouro essa areia.

São tão poucos! Mas, fogem-me, pelos

dedos, para a profunda água escura.

Os meus olhos se inundam de pranto.

Oh! meu Deus! E não posso retê-los,

se os aperto na mão, tanto e tanto?

Ah! meu Deus! E não posso salvar

um ao menos da fúria do mar?

O que vejo, o que sou e suponho

será apenas um sonho num sonho?

Ricardo Goyanna diz:

ah, sinês…

manda outro

thåhy diz:

ah nao ric

tenta vai

qro ver vc errar

nhami…

Ricardo Goyanna diz:

quero outro pq esse eu conheço…

thåhy diz:

entao diz qm eah

vai

parla!

Ricardo Goyanna diz:

façamos assim, não vale Allan Poe, nem Pessoa, nem Florbela, ok?

thåhy diz:

ah seu chato

nem pra fazer um charminho e me dar esperanças

sua vez ou prefere ir mimir?

Ricardo Goyanna diz:

ta vai..

é Drummond???

¬¬

thåhy diz:

[eh do poe]

errou tra lah lah

errou an ham ham!

iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiii!!!

[iupi q legal, sua vez]

Ricardo Goyanna diz:

Fere de leve a frase… E esquece… Nada

Convém que se repita…

Só em linguagem amorosa agrada

A mesma coisa cem mil vezes dita.

thåhy diz:

Oo

antagonismos…

ja li essa tb

tem essas reticencias/

?

Ricardo Goyanna diz:

tem ♥

coração…

qm mexe com o coração do riquizinhoooo

Ricardo Goyanna diz:

ele tem um poema sobre reticências…

qm eahhhh….

AHHHHHHHHH!!!

QUINTANA!

tu se entregou pelo coração!

qual é o poema sobre reticencias?

Ricardo Goyanna diz:

just a second..

“As reticências são os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho”

thåhy diz:

amei o joguinhooo

vai pro bologue

daqui a pouco tem leitora apaixonada por vc! hahahaha

 

[alma acima do peso…unf!]

 

Anúncios