Na época da facul, fiz uma tabelinha representando as áreas dentro da Psicologia que trabalharia:

  1. psicologia social.
  2. trabalho com grupos.
  3. terapia de casais.
  4. psicologia clínica.

a Psicologia clínica [individual] sempre vinha por último… Pq, afinal… um Psi pode passar 3 meses acompanhando um paciente, quando um belo dia o mesmo resolve que não quer mudar, e que o que está ruim é ótimo pra ele [e some da terapia]...

Como mamys diz que nasci com o bumbum virado pra lua [tô começando a acreditar nisso, mamys!], estou trabalhando na área social, com grupos, casais e a clínica… [reclamo, reclamo… mas… desejei, neah? 😀 ]

Agora… Atender casais é o que mais exige a minha criatividade… São textos, músicas e fotos [pra falar o material mínimo utilizado]… aproveitados e reaproveitados para contar um pouco da história dos dois … silêncios e olhares que não se cruzam… toques no rosto e sorrisos tímidos que demonstram o amor que existe ali … em algum lugar ainda… Sabe… é lindo quando você sabe que pode ajudar …

Acho que a minha função é lembrá-los que… quanto mais nos distanciamos de quem somos… nos distanciamos do companheiro também… de repente… acordamos um belo dia ao lado de um completo estranho[e não percebemos que nem nos reconhecemos mais no espelho…]

Hoje atendi um casal recém-casado e sem filhos… ambos mui novinhos [22, 20 anos]… ele hiper-ciumento… ela sufocada e encarceirada pelo ciúme… Houve um momento de silêncio, onde ele tocou no rosto dela, ela respondeu com um beijo na mão dele… Os olhos do rapaz se encheram de lágrimas… ela, sorriu.

Não precisei falar nada… ambos sabiam o que aquilo significava.


[pequenos momentos que fazem a psicologia belíssima…

estou feliz…]

Anúncios