tão engraçado…

conversando, cheguei a uma conclusão:

o gosto musical sempre é o que mais me atrai nas pessoas.

vejamos:

nerd romântico: ele me recitava poesias… foi na época de ‘more than words’ a música do extreme… compartilhamos conversas sobre geometria e matemática ‘sagrada’…

metaleiro: me contava pq ‘fear of the dark’ era a melhor música de todos os tempos… acho que foi uma das pessoas mais sensíveis que já conheci…

rato de academia: bizarro… me contava sobre calorias e carboidratos, e quantos cms tinha ganho de bíceps. Música? trance e psy…

nerd esportista: pense num cara legal! Meu primeiro namorado… Jogávamos voley na praia, conversávamos sobre tecnologia, cinema… Música: ‘apenas mais uma de amor’ – do lulu… terminou pq… éramos muito parecidos e por isso, muito diferentes!

playboy: Ele queria fazer medicina no chile e me sondava… se eu não teria coragem de ir com ele… Música: lembro que ele gostava de pagode oO … [será que se ele gostasse de outro estilo eu não estaria, neste momento no chile?! oO]

místico: coisas sobre o céu a terra o fogo e o mar … onde vivenciei meu lado b descarado, sem medo do preconceito e das ‘estranhezas’ que já atribuiram à mim… estranheza ou particularidades? 😉 Música: erudita, punk, mantras, sons difusos… introspectivos…

artista: sensível, romântico, desenhista… música: sons intensos, guitarras, orquestras…

príncipe encantado: me lembrava o elvis… até brincava, dizendo que havia me apaixonado pela paixão que sentia pelo mr. presley. No fim, o príncipe se transformou em sapo… Música: ouvi pouca música nesse período. então vou mencionar os sininhos na minha cabeça.

e músico, músico… nunca namorei… que coisa.

nem malucos-beleza! hahaha ^^

Anúncios