quatro, oito?

ontem a noite, fui para um lual…

conversas, fogo crepitando… e alguns comentários não requisitados:

[nova colega de trabalho]

– vc bebe, tái?

– muito pouco…

– hmm, sei

– pq?

– ah, vc é toda delicada… pensei que não bebesse!

[amigo interferindo]

— hahahaha! A tái delicada?! isso aí é grossa como uma porta!

– hehehe

[a palpiteira puxa saco]

– Grossa?! Ela é tão calma, fala mansinho….

– Espera pra ver essa mulher com raiva!

[amiga chegando junto à fogueira]

– Mas ela só é grossa com gente sem noção, em geral ela é toda mística…

– Mística que curte heavy metal…

– Você, mística e roqueira? Tem cara de intelectual-certinha!

– HAHAHA

[amigo querendo saber do bafafá]

– intelectual… sabe aquelas designers?! Artistas plásticas… pois é, ela é assim!

– ah, mas acho que ela tá mais para patty… vive com esse olho pintado…

– uma mãe patricinha e roqueira!

– Você é MÃE 😮 ?!

– PARA TUDO!

– Que foi tái?!

– Quando vocês me definirem, me avisem… vou ali, jogar pedrinhas no rio ^^

– …

– Pera que eu vou com você!

– Eu tb!

– rsrsrs 😉

[jogando seixos, começamos a conversar sobre o sentido da vida… sobre ser mãe de um baby blue e outras filosofias que combinam com lua cheia e curiosidade humana 😀 ]

[e hoje tem fogueira de são joão e quadrilha…

vão conhecer meu lado ‘Olha pro céu, meu amor, Vê como ele está lindo… Olha pra aquele balão multicor… Como no céu vai sumindo…  Foi numa noite igual a esta… Que tu me deste o coração… O céu estava assim em festa… Porque era noite de São João… Havia balões no ar Xote, baião no salão… E no terreiro, o teu olhar
Que incendiou Meu coração’ 😉

[quando voltar pra capital… conto o pq das fogueiras de são joão 😉 ]

Anúncios