a verdade é que eu sempre me senti muito só.

me cerquei de livros, de símbolos, de silêncios…

tenho meus amores, curto meu pequerrucho

dou abraço de urso, de imã, beijo de esquimó

borboleta…

mas ter consciência que tudo é passageiro…

deixa sempre um rastro intenso e melancólico…

preciso de um sorvete de morango.

Anúncios