na quarta aconteceu algo extremamente chato

tão chato que… não consigo escrever sobre  

Mas que… acabou por delimitar a minha opinião acerca da psicologia e o meu trabalho como psicóloga.

dessa experiência dolorosa, decidi fazer algo.

eu tava protelando o atendimento clínico particular… mas, como me colocaram de castigo por ser uma época peculiar [o d e i o politicagens e, pra quem não sabe, sou concursada] decidi voltar a atender na clínica psi particular… E vou atender quem não pode bancar…😉

Se me fecharam uma porta, eu abro com marretadas uma janela… e ainda coloco um vasinho bem lindo de flores nela. grrr.

Dessa forma eu não me sufoco por não fazer o que gosto e ainda me vingo, na mesma moeda.

quero é ver quem vai meter o bedelho desta vez.

se é guerra que querem, é guerra que terão.

É um jogo sujo e nojento esse… da politicagem. Mas, como disse pro doug outro dia… vou ser muito mais sacana do que já são comigo:

Serei Honesta… E vou seguir a minha vontade… meus pais me educaram para dormir toda noite com a cabeça tranquila no travesseiro… e ser impedida de trabalhar [mesmo recebendo o salario no final do mês] definitivamente NÃO ESTÁ nos meus planos. Vou atender e… vou fazer do meu jeito pois só assim consigo ter equilíbrio e sentir prazer na profissão que escolhi abraçar. [as vezes queria ser menos bélica]

Só preciso ver como é que os pacientes vão ‘me pagar’… visto que o segredo do atendimento psicológico é quando o paciente sente que investe algo material naquela conversa… por isso que o trabalho do psicólogo se diferencia da conversa com o vizinho ou melhor amiga😉

não sei… 1kg de alimento? … daqui a pouco vão espalhar por lá que vou me candidatar a presidenta em 2010… haha😉

[um amigo publicitário, diz que já tem o slogan… ‘valente até no nome’ ^^ ai ai]

Na segunda volto com os exercícios para a construção do sanctum

e ontem eu tava tão ‘tiltada’ que deixei em stand by um post sobre a Filosofia do Bob Esponja [foi quase uma epifania… tava hiper pê da vida, cheguei em casa pra almoçar, liguei na nickelodeon, dei de cara com o calça-quadrada e percebi a filosofia nitzscheriana e sartreana ali contida! liiiindo, outro dia, quando tiver bem non-sense, escrevo!]

“Não sou escravo de ninguém… Ninguém, senhor do meu domínio… Sei o que devo defender E, por valor eu tenho E temo o que agora se desfaz…

(…) Eu sou metal, raio, relâmpago e trovãoEu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão…