sscriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnnchhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.

tenho andado hiper-hiperativa.

como decidimos reformular o sistema de trabalho, tô com a cabeça pipocando com novas informações pra inserir no trabalho da vida real e que infelizmente tem pouco haver com o mundo lindo, harmonico e cuti-cuti do blog. [visto que o trabalho a ser realizado aqui é de informação, reflexão e auto-conhecimento]

na vida real:

ando pesquisando novos temas para as palestras

como motivar afinal os orientadores sociais e os adolescentes que eles são responsaveis

como convencer a população da cidade a importancia do trabalho voluntario e o cuidado com o meio comum

mudanças, mudanças, mudanças!

poxa.

espero sinceramente ter a parceria política que preciso pra colocar tanta ebulição em prática… espero mesmo… que chegue logo 2009…se avexe, venha… então: tudo isso pra informar o seguinte: lembrei da produção aqui na vida virtual… vou me concentrar na pesquisa sobre o ciúme… pq quero sim produzir um texto bacana e informativo sobre o ciúme. Vou, portanto deixar as análises dos filmes em standby e me comprometer a não tentar abraçar ambos os mundos ao mesmo tempo!

senão, daqui a pouco viro zumbi… e uma psicóloga palestrante com cara de zumbi não é nada empolgante… muito menos atraente… magina… conversar com o povo sobre algo bem sério com uma cara horrorivel de sono…

A melhor coisa na manhã, foi mostrar para os orientadores sociais que podemos trabalhar com adolescentes carentes de uma maneira criativa, barata e muito, muito divertida: terminando a facul, acompanhei um grupo por 1 ano…

criamos um roteiro, um texto sobre o cotidiano que eles vivenciavam… do texto organizamos uma peça de teatro… mas por timidez, optaram por criar bonecos, cenários que representassem a realidade… o trabalho ficou visualmente incômodo e muito impactante

nem lembro pq decidi compartilhar isso aqui no blog.

é preciso tão pouco gente, pra fazer diferença no mundo.

é preciso olhar para a pessoa com quem se conversa. olhar mesmo, no fundo dos olhos.

é preciso ouvir. se colocar na situação da pessoa.

seja o pai, mãe, irmão, namorado, colega de work.

é preciso demonstrar fragilidade. quem aqui não tem? …

ai ai …

é engraçado que… qdo trabalho com adolescentes… percebo as minhas maiores inseguranças…

é dar um tapa na cara todo dia e crescer…

o massa é que entre eles posso ser bem hiperativa e trabalhar de forma multimidia … pq eles seguram o tranco da psi que sugere montar uma peça, escrever sobre, ouvir chico buarque e alem de tudo o mais não se abraçar, mas estimular o bom-humor e o sarcasmo criativo…

daqui pro proximo ano, coloco no ar um blog com a produção deles… até to estudando a idéia de colocar no ar um podcast produzido por eles… ♥ vai ser o máximo, se der certo claro…

[lembrei: preciso compartilhar essas imagens no blog pra isso, pra ser um desabafo, válvula de escape…lugar pra suspirar… visto que… o meu cotidiano é bem… bah, deixo pra vc pensar… viver essa realidade representada nas imagens, como o alguem que escuta e procura solucionar problemas não é fácil não… espero conseguir cumprir o papel de psicologa social por um tempo, ainda… mas, pense numa REALidade crua…]

então: tarefa de casa

desacelera tatai, desacelera senão c vai ter um piripaque antes do reveillon.

que interessante. uma egoblogueira nerd conversando sozinha com o proprio blog.

ai meo deos, vou pirar. valvulas de escape. cade meu nego.

ah, p.s.:

adorei: primeiro veio o tanatos, depois o zeus, agora o hermes…

daqui a pouco passo a assinar como hécate e isso aqui vira o próprio olimpo…

mmm… trabalhar mitologia grega… com as crianças…

pq nao coloquei isso em pratica ainda?!

vai pro planejamento.

yeah!

O MAIS IRÔNICO:

uso a internet pra desestressar!

cs conseguem visualizar a pilha de 1.6m de altura e 64 kg tagarelante que sou qdo trabalho!?

pois é.

vou voltar pro work…

\o/